Trabalhe Conosco


Aviso Legal
Política de Privacidade
Mapa do site
Últimas Atualizações
Indústrias Romi S.A.
Avenida Pérola Byington, 56
Santa Bárbara d'Oeste -SP - Brasil
CEP 13453-900
Copyright © 2005-2012
Todos os direitos reservados

Cooperação nos investimentos em inovação e tecnologia da Companhia, com a aquisição de equipamentos e desenvolvimento de novos processos de usinagem, através do sistema de manufatura flexível instalado no parque industrial





Português brasileiro
English
Español

Notícias


Romi lança 13 máquinas na Mecânica 2008

12/05/2008  

 

Categoria: Inicio, Máquinas-Ferramenta, Injetoras de Plástico, Investidores, Press-Releases

<b>Romi apresenta ainda novas versões e inovações em vários equipamentos</b>




A Indústrias Romi, líder no setor de máquinas-ferramenta e na fabricação de injetoras para plástico, preparou 13 lançamentos de máquinas industriais, além de várias atualizações em outras linhas de equipamentos e novas versões, para a Feira Internacional da Mecânica (Mecânica 2008), que acontece entre 13 e 17 de maio, no Parque do Anhembi, em São Paulo.


“A estratégia da Romi é se antecipar ao que o mercado exige, apresentar novos produtos com novas tecnologias e ampliar seu mix de máquinas, para atender a demanda e elevar suas vendas”, diz o diretor-presidente da Indústrias Romi, Livaldo Aguiar dos Santos. A empresa está lançando máquinas mais rápidas e flexíveis, que aumentam significativamente a produtividade e a lucratividade das indústrias clientes, além de permitirem a produção de peças de porte maior.


O objetivo da Romi, ao renovar e ampliar seu mix de produtos, é expandir sua participação em um mercado marcado cada vez mais pela concorrência de máquinas importadas com preço em queda, por conta do dólar baixo.


A estratégia tem permitido ótimos resultado. Em 2006, 36% das máquinas faturadas pela Romi foram desenvolvidas e lançadas entre 2004 e 2006. Em 2007, esta participação saltou para 45% e deve ser ainda maior este ano, com todas as inovações apresentadas. Como exemplo, o diretor de comercialização de máquinas-ferramenta da Romi, Hermes Lago, cita o torno CNC Romi Centur 30D, lançado em 2006.  “Há muito tempo é o líder de vendas da empresa e se mantém nessa posição graças às suas constantes atualizações tecnológicas, que, em um período de dois anos, praticamente fizeram dobrar a média mensal de vendas”, diz.


A renovação dos produtos é feita pela equipe de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) da Romi, composta por 130 profissionais, a maior parte deles engenheiros ou técnicos na área de projeto elétrico ou mecânico. Do total, 70% só trabalham na criação de produtos novos. A empresa investe 4% de seu faturamento líqüido em P&D, para garantir a atualização permanente de seus produtos e processos.


 


Lançamentos


A Unidade de máquinas-ferramenta da Romi lança nesta feira 12 novos produtos. A série de centros de usinagem verticais Romi D foi totalmente renovada, com cinco novas máquinas: os Romi D 600, Romi D 800, Romi D 1400, Romi D 1600 e Romi 2000. Elas oferecem novas opções de tamanho à linha. Foram ainda realizadas significativas alterações mecânicas, aumentando o desempenho em trabalho, e mudanças no pacote eletrônico, com novo comando numérico computadorizado (CNC), motores e acionamentos, que dão maior performance e rendimento.


“Os novos centros de usinagem verticais permitem um aumento significativo de produtividade, resultando em maior lucratividade. Foram projetados para trabalhar tanto em produção como em ferramentarias”, diz Hermes Lago. Essas máquinas são utilizadas por todos os tipos de indústrias e têm capacidade para usinar peças de até três toneladas de peso (Romi D 2000).


A empresa também está lançando o Centro de Torneamento Romi GL 240, projetado para operar em ambientes de média e alta produção. É uma máquina ágil, com altas velocidades de deslocamento e alta precisão, para ser utilizada em todos os tipos de indústrias.


No evento, também serão apresentados quatro novos modelos de centros de furação e rosqueamento da série Romi VTC – Romi VTC 510, Romi VTC 560, Romi VTC 560B e Romi VTC 800 – apropriados para atender indústrias com produção de peças em alta e média escalas.


Também, serão lançadas duas máquinas da Série Centur. O Centur 30D equipado com um opcional, o kit Multiplic, que permite utilizar o torno tanto no modo automático -- o mais usual --, como no modo “teach in”, para torneamentos manuais. E o Centur 35D (também na versão opcional com o kit Multiplic), que amplia a série, composta até então pelos Centur 30D, Centur 50 e Centur 80, Centur 140 e Centur 180, dando uma nova opção de tamanho ao mercado.


 


Máquinas para Plásticos


A  Romi ainda contará com um estande exclusivo para exposição de máquinas para a transformação de materiais plásticos. Nele a empresa mostrará a nova Prática 450, várias inovações em suas máquinas injetoras, além dos modelos de sopradoras para termoplásticos ROMI® JAC, para embalagens plásticas de 10 ml a 100 litros.


A nova Prática 450, com 450 toneladas de força de fechamento, é uma das maiores máquinas da categoria, ampliando a série Prática, que tinha máquinas com força de fechamento de 40 a 380 toneladas. Capaz de produzir peças de até 1.890 gramas em poliestireno, é utilizada para aplicações gerais, desde a injeção de utilidades domésticas a peças técnicas, como, por exemplo, para a indústria automotiva.


Outra inovação importante é que toda a série Prática, umas das injetoras mais vendida pela Romi, passa a ter um novo painel de comando, o Controlmaster 8 plus. É um painel gráfico, colorido, com ótima visualização e touch screen, ou seja, programação direta na tela, além de permitir acesso remoto, já que pode ser visualizado de qualquer microcomputador, para acompanhamento da produção.


As séries de injetoras Primax e Velox também ganham um novo painel de comando, totalmente remodelado: o Control Master 10. Ele também é colorido e conta com touch screen e acesso remoto. Há ainda uma área para visualização do estado do motor, aquecimento, modos de operação, entre outras facilidades.


“Esses recursos dão às séries Prática, Primax e Velox, uma melhor interface entre o operador e a máquina, e oferecem ao mercado modelos mais atualizados e com a melhor tecnologia”, diz Livaldo Aguiar dos Santos.


 


Serviço:


Indústrias Romi na Feira da Mecânica 2008
Estande de máquinas-ferramenta: G40/H4
Estande de máquinas para plástico: G38/H35


 


 
<- Voltar para: Notícias